Archive for the ‘Debates’ Category

“Musicar na Educação” por Dulce Silva

Considerar a música como um elemento importante na educação e formação das crianças e jovens, parece ser um lugar-comum. Explicar o porquê e reflectir sobre os melhores modos de o fazer é que parece ser mais difícil.

Reflectindo sobre a importância da Educação Musical para a formação global da pessoa, do ponto de vista cultural, estético, artístico, intelectual e até motor, e fazendo também algumas propostas gerais do ponto de vista metodológico e pedagógico, Dulce Silva trouxe “um pouco de música” ao Cooltiva-te desta semana.

Emergindo facilmente o diálogo entre os presentes, a escola foi abordada enquanto espaço privilegiado de sensibilização e formação básica desta forma artística, conferindo uma base de interesse e de conhecimento sólido aos potenciais talentos musicais (que deverão fora da escola complementar a sua formação) e, por outro lado, oferecendo aos não vocacionados para a música uma experiência de desenvolvimento pessoal através das qualidades pedagógicas que esta forma de arte possui.

Porque “a escola que canta, encanta”, e apesar de ser considerada uma disciplina não-nuclear, não devemos negligenciar a importância da Educação Musical, desejando e promovendo uma qualidade do seu desenvolvimento na educação cada vez maior.


Apresentadora: Dulce Silva
Evento: Cooltiva-te XIV
Data: 3 de Outubro de 2010

“Obesidade Intelectual por João César das Neves” por Luísa Graça

Numa época onde impera a abundância de informação, o exercício da liberdade de expressão e a diversificação dos meios de comunicação, Luísa Graça trouxe ao cooltiva-te, por meio de uma crónica de João César das Neves intitulada “Obesidade mental”, a discussão e análise crítica dos possíveis problemas desta sobre-informação na sociedade.

Tendo prevalecido a discussão sobre as consequências de uma alimentação intelectual à base de fast-food na educação das crianças e dos jovens (foram referidas as séries e desenhos animados infantis, as telenovelas, os videojogos, entre outros), abriram-se portas para uma interessantíssima discussão sobre o tema, de onde ressalta a importância do papel dos pais e educadores na formação de consciências criticamente aptas e verdadeiramente livres.

A este respeito, como meio de partilha, reflexão e análise colectiva de temáticas como esta, o cooltiva-te revelou-se como um forte colaborador da pró actividade intelectual das mentalidades.


Apresentadora: Luísa Gagliardini Graça
Evento: Cooltiva-te XIII
Data: 26 de Setembro de 2010

“Projecto Venus” por Joel Silva

Apresentado como um plano com a potencialidade de fazer frente a alguns dos principais problemas da humanidade, como a destruição do ambiente, os desequilíbrios económico-sociais, o aquecimento global, a fome, a violência, a pobreza e o crime, o Projecto Venus chegou ao Cooltiva-te pela voz de Joel Silva.

Idealizado por Jacque Fresco, e divulgado sobretudo através de literatura e da Internet, este projecto tem como objectivo criar uma sociedade de raiz por meio de uma mudança radical de paradigma. Tal mudança fundamentar-se-ia na construção de cidades auto-sustentáveis, pela utilização eficiente da energia e dos recursos naturais, pela avançada automação tecnológica e pela acessibilidade dos bens comuns a todos os indivíduos.

Para os seus fundadores e apologistas, um dos principais factores originários do insucesso da civilização actual é o carácter desumanizado do sistema monetário universal, o qual poderá ser substituído por novas vias, nomeadamente a utilização de uma economia baseada em recursos e a construção de tecnologias não nocivas ao meio ambiente.

A discussão e reflexão foram estimuladas e várias questões debatidas permaneceram: Como se concretizaria o colapso do sistema actual? Quais as resistências que encontraria? Qual a fiabilidade e “realismo” deste projecto-utopia? Qual a diferença entre este idílico e outros com objectivos semelhantes, nomeadamente o marxismo e o comunismo?


Apresentador: Joel Silva
Evento: Cooltiva-te XII
Data: 04 de Julho de 2010

“Cidadania 2.0 – A Visão de um informático” por Vítor Silva

Vítor Silva, informático de formação e profissão, trouxe ao Cooltiva-te uma visão inovadora sobre a necessidade de transparência e acessibilidade da informação pública, enquanto elemento chave na construção de uma sociedade informada, confiante e participativa. Para que tal seja possível, é fundamental que a informação não só esteja acessível a toda a gente, como também inteligível, completa, actualizada, atempada, referenciável, não proprietária, licence-free, machine-readable e processável.

É um direito e, simultaneamente, um dever de cidadania, não só ter acesso à informação pública, como também a possibilidade de a tratar e analisar por diversos meios e ferramentas que tenha ao seu dispor.

Para isso, uma participação activa dos cidadãos juntos dos organismos públicos é fulcral, no sentido de questionar e solicitar o acesso a informação como planos de actividades, orçamentos, actas de reuniões, inventários e relatórios, bem como no sentido de requerer que os formatos de tal informação sejam acessiveis e possíveis de trabalhar informaticamente.


Apresentador: Vítor Silva
Evento: Cooltiva-te XI
Data: 20 de Junho de 2010

“Os sonhos são possíveis” por Cristina Quartas

Crescendo no seio de uma família de sete irmãos, que terminando a quarta classe se responsabilizavam pelo sustento da casa através do trabalho de cada um, Cristina Quartas sempre aspirou a determinar um rumo diferente. Mobilizada pelo desejo de continuar a estudar, a oradora fazia e vendia camisolas, o que lhe permitiu dar continuidade aos estudos.

Casada e com uma filha, atravessando com naturalidade e optimismo os enormes desafios que a vida lhe foi colocando, como as dificuldades de estudar num contexto adverso de trabalho, extremas limitações económicas, enorme solidão pela perda do pai aos 14 anos e da mãe aos 24, Cristina deu testemunho das enormes possibilidades que a vida nos pode proporcionar se definimos objectivos, mantemos a alegria, o entusiasmo e a persistência, olhamos para as adversidades como desafios que nos levarão mais longe e nos apoiamos nos pilares que nos mantêm estáveis e tenazes, nomeadamente os verdadeiros amigos.

Depois de muitos obstáculos, terminou a licenciatura em psicologia enquanto expressava as inquietações e aspirações da sua alma num livro de poesia. Deste modo, chegou ao Cooltiva-te proporcionando um momento de conversa, partilha e diálogo verdadeiramente inspiradores.


Apresentadora: Cristina Quartas
Evento: Cooltiva-te X
Data: 23 de Maio de 2010

“Condições de Trabalho” por Ricardo Capitão

Proporcionando o diálogo entre diferentes gerações, onde de um lado se encontrava quem outrora, recebendo um “canudo”, se empregava na primeira porta ao virar da esquina e, do outro, a chamada geração dos “500 euros” quando afortunada com algum emprego, Ricardo Capitão proporcionou ao cooltiva-te um momento de reflexão colectiva sobre o que é realmente importante nas condições de trabalho.

Em épocas de crise onde muitas vezes se consideram apenas os factores monetários, o orador despertou-nos para a importância de uma visão holística das oportunidades profissionais, abrangendo factores sociais (contrato, assistência médica, horários, seguros, alojamento, apoio familiar e acordos), profissionais (progressão na carreira, formação, equipamentos de trabalho e condições de ambiente e segurança) e monetários (salário, prémios e planos de poupança).

Contrariando o desânimo vigente perante estas temáticas, o debato proporcionado permitiu o encorajamento de todos os presentes (quer os mais jovens que procuram empregos, quer os mais velhos que por vezes são responsáveis de entidades empregadoras) à construção de realidades profissionais que proporcionem a felicidade e o bem estar das pessoas e, portanto, da sociedade em geral.


Apresentador: Ricardo Capitão
Evento: Cooltiva-te VII
Data: 11 de Abril de 2010

“Aonde a tecnologia nos vai levar?” por Felipe Ávila da Costa

A mesma tecnologia que nos proporciona uma série de vantagens pessoais, sociais e profissionais, revela-se também, por vezes, causadora de alguns extremismos, obsessões, e desequilíbrios. Esta realidade induz-nos na constatação de que o mal e o bem não estão na tecnologia em si, mas no uso que dela fazemos.

Com esta sessão Felipe Ávila da Costa sintetizou algumas medidas para que de facto a tecnologia constitua uma melhoria da qualidade das nossas vidas em diversos níveis, alertando-nos ao mesmo tempo para ao malefícios que a superabundância do seu uso pode fazer emergir. Para isso é necessário que ela seja vista como mais um meio que colabora com os empreendimentos das nossas vidas e não como um fim em si mesma. O aceso debate e partilha de ideias rapidamente associou tecnologia e educação num binómio essencial para que isto seja possível.

Apresentador: Felipe Ávila da Costa
Evento: Cooltiva-te VI
Data: 7 de Março de 2010