Archive for the ‘Apresentações Culturais’ Category

“Os desafios impostos pelas redes sociais” por Inês Silva

Vida real no mundo virtual. São estes o desafio e a aventura a que as redes sociais nos abrem enquanto seres comunicativos. Actualmente, existem milhões de subscritores destas plataformas em todo o mundo, cujo tempo online, a interagir com outros, representa uma grande fatia do seu dia-a-dia.

Quais as vantagens e as desvantagens desta nossa presença intensa nas redes sociais? Quais as motivações que conduzem milhares a partilhar os seus pensamentos, as suas acções, os seus momentos com tantas outras pessoas que escolhem como seus amigos?

Tal como referiu a oradora Inês Santos Silva, que com entusiasmo e disponibilidade trouxe este tema até ao Cooltiva-te, mais do que nunca, hoje, estamos ligados. Mas quais os alicerces dessas relações? Quais os benefícios de estarmos tão ligados?

A rapidez, a facilidade e a disponibilidade de estar em contacto e de receber informação foram vantagens unanimemente apontadas por todos os presentes. Mas no que à privacidade diz respeito, à profundidade das relações, ou ainda à disponibilidade para atender a todas as solicitações estas interacções desencadeiam, os presentes colocaram algumas reservas, sendo que os mais experientes afirmaram ser possível tornear algumas dessas questões, enquanto que os restantes se mantiveram um pouco reticentes e dubitativos em relação a esses aspectos.


Apresentadora: Inês Santos Silva
Evento: Cooltiva-te XIV
Data: 3 de Outubro de 2010

Anúncios

“Portunhol: como e porquê” por Rita Soeiro

Tão próximos geograficamente, portugueses e espanhóis parecem entender-se muito bem sem, necessariamente, terem que dominar a língua um do outro. Mas será sempre assim? E porque será que nos dá a sensação de que os nossos vizinhos têm maior dificuldade em compreender-nos? Esta apresentação do Cooltiva-te procurou, de forma simplificada, responder a esta questão, servindo-se da informação que nos fornece a fonética e a fonologia para entendermos melhor certos fenómenos. Mais do que razões de ordem cultural ou carismática, a incompreensão e o desentendimento têm raízes mais objectivas e observáveis que, possivelmente, escapam ao olhar – e sobretudo ao ouvido – de uma grande maioria dos falantes. Desenvolver a percepção, promover o reconhecimento dos sons é tarefa que não pode ser descurada pelo formador em línguas; abraçar uma abordagem multisensorial, que privilegie outros canais, na aprendizagem da pronúncia, que não exclusivamente o auditivo, pode ser um passo importante no sentido do melhoramento da compreensão.


Apresentadora: Rita Soeiro
Evento: Cooltiva-te XIII
Data: 26 de Setembro de 2010

“Obesidade Intelectual por João César das Neves” por Luísa Graça

Numa época onde impera a abundância de informação, o exercício da liberdade de expressão e a diversificação dos meios de comunicação, Luísa Graça trouxe ao cooltiva-te, por meio de uma crónica de João César das Neves intitulada “Obesidade mental”, a discussão e análise crítica dos possíveis problemas desta sobre-informação na sociedade.

Tendo prevalecido a discussão sobre as consequências de uma alimentação intelectual à base de fast-food na educação das crianças e dos jovens (foram referidas as séries e desenhos animados infantis, as telenovelas, os videojogos, entre outros), abriram-se portas para uma interessantíssima discussão sobre o tema, de onde ressalta a importância do papel dos pais e educadores na formação de consciências criticamente aptas e verdadeiramente livres.

A este respeito, como meio de partilha, reflexão e análise colectiva de temáticas como esta, o cooltiva-te revelou-se como um forte colaborador da pró actividade intelectual das mentalidades.


Apresentadora: Luísa Gagliardini Graça
Evento: Cooltiva-te XIII
Data: 26 de Setembro de 2010

“A melhor altura para começar uma empresa” por Felipe Ávila da Costa

Perante a ideia comum de que a crise actual constitui um entrave de peso ao empreendedorismo, pelas dificuldades económicas que impõe, como os obstáculos ao acesso ao crédito bancário, os elevados índices de desemprego bem como a empregabilidade precária, Felipe Ávila da Costa trouxe a esta sessão do Cooltiva-te uma visão diferente e optimista. Onde a maioria das pessoas vê dificuldades e factores desmotivadores, um empreendedor vê oportunidade!

Assim, Felipe focou o seu discurso nos factores necessários para empreender (i.e. uma boa ideia, recursos financeiros, talento e competência, formação e informação, espaços físicos onde trabalhar e concretizar as ideias) e discutiu as oportunidades actuais associadas a cada uma dessas necessidades.

Porque nem sempre sabemos como e onde dar resposta a estas necessidades, o orador proporcionou-nos a exposição de criativos modos de o fazer, referindo a Technology Transfer como modo de encontrar e desenvolver ideias de entidades/centros de investigação que aguardam quem tenha recursos e tempo para o fazer; alguns apoios financeiros, nacionais e internacionais, de apoio a projectos inovadores e de qualidade, como o Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto, o FINICIA, o 7PQ e o QREN, entre outros; blogs, livros, eventos e cursos que proporcionam a informação e a formação dos empreendedores (blogs como o n’Ship.org e onstartups.com, conferências como a Talks 2.0, o TEDxTalks, e os mestrados e pós-graduações que as universidades proporcionam); e por fim, foi referido o recurso ao apoio que incubadoras de empresas podem dar, dando especial relevo ao Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto – UPTEC, que possui reconhecido valor no apoio ao Empreendedorismo em Portugal, especialmente na zona norte do país.


Apresentador: Felipe Ávila da Costa
Evento: Cooltiva-te XII
Data: 04 de Julho de 2010

“Projecto Venus” por Joel Silva

Apresentado como um plano com a potencialidade de fazer frente a alguns dos principais problemas da humanidade, como a destruição do ambiente, os desequilíbrios económico-sociais, o aquecimento global, a fome, a violência, a pobreza e o crime, o Projecto Venus chegou ao Cooltiva-te pela voz de Joel Silva.

Idealizado por Jacque Fresco, e divulgado sobretudo através de literatura e da Internet, este projecto tem como objectivo criar uma sociedade de raiz por meio de uma mudança radical de paradigma. Tal mudança fundamentar-se-ia na construção de cidades auto-sustentáveis, pela utilização eficiente da energia e dos recursos naturais, pela avançada automação tecnológica e pela acessibilidade dos bens comuns a todos os indivíduos.

Para os seus fundadores e apologistas, um dos principais factores originários do insucesso da civilização actual é o carácter desumanizado do sistema monetário universal, o qual poderá ser substituído por novas vias, nomeadamente a utilização de uma economia baseada em recursos e a construção de tecnologias não nocivas ao meio ambiente.

A discussão e reflexão foram estimuladas e várias questões debatidas permaneceram: Como se concretizaria o colapso do sistema actual? Quais as resistências que encontraria? Qual a fiabilidade e “realismo” deste projecto-utopia? Qual a diferença entre este idílico e outros com objectivos semelhantes, nomeadamente o marxismo e o comunismo?


Apresentador: Joel Silva
Evento: Cooltiva-te XII
Data: 04 de Julho de 2010

“Cidadania 2.0 – A Visão de um informático” por Vítor Silva

Vítor Silva, informático de formação e profissão, trouxe ao Cooltiva-te uma visão inovadora sobre a necessidade de transparência e acessibilidade da informação pública, enquanto elemento chave na construção de uma sociedade informada, confiante e participativa. Para que tal seja possível, é fundamental que a informação não só esteja acessível a toda a gente, como também inteligível, completa, actualizada, atempada, referenciável, não proprietária, licence-free, machine-readable e processável.

É um direito e, simultaneamente, um dever de cidadania, não só ter acesso à informação pública, como também a possibilidade de a tratar e analisar por diversos meios e ferramentas que tenha ao seu dispor.

Para isso, uma participação activa dos cidadãos juntos dos organismos públicos é fulcral, no sentido de questionar e solicitar o acesso a informação como planos de actividades, orçamentos, actas de reuniões, inventários e relatórios, bem como no sentido de requerer que os formatos de tal informação sejam acessiveis e possíveis de trabalhar informaticamente.


Apresentador: Vítor Silva
Evento: Cooltiva-te XI
Data: 20 de Junho de 2010

“Os sonhos são possíveis” por Cristina Quartas

Crescendo no seio de uma família de sete irmãos, que terminando a quarta classe se responsabilizavam pelo sustento da casa através do trabalho de cada um, Cristina Quartas sempre aspirou a determinar um rumo diferente. Mobilizada pelo desejo de continuar a estudar, a oradora fazia e vendia camisolas, o que lhe permitiu dar continuidade aos estudos.

Casada e com uma filha, atravessando com naturalidade e optimismo os enormes desafios que a vida lhe foi colocando, como as dificuldades de estudar num contexto adverso de trabalho, extremas limitações económicas, enorme solidão pela perda do pai aos 14 anos e da mãe aos 24, Cristina deu testemunho das enormes possibilidades que a vida nos pode proporcionar se definimos objectivos, mantemos a alegria, o entusiasmo e a persistência, olhamos para as adversidades como desafios que nos levarão mais longe e nos apoiamos nos pilares que nos mantêm estáveis e tenazes, nomeadamente os verdadeiros amigos.

Depois de muitos obstáculos, terminou a licenciatura em psicologia enquanto expressava as inquietações e aspirações da sua alma num livro de poesia. Deste modo, chegou ao Cooltiva-te proporcionando um momento de conversa, partilha e diálogo verdadeiramente inspiradores.


Apresentadora: Cristina Quartas
Evento: Cooltiva-te X
Data: 23 de Maio de 2010